webleads-tracker

Você sabia que todos os painéis para vitrine da VitrineMedia possuem certificações internacionais, que garantem a segurança no uso?

Home / Você precisa saber / Você sabia que todos os painéis para vitrine da VitrineMedia possuem certificações internacionais, que garantem a segurança no uso?

Painéis LED em acrílico com sistema de iluminação seguro, que possui certificações internacionais

Há pouco tempo, a UOL publicou artigo com um alerta para sistemas de iluminação e lâmpadas genéricas. Encontradas no mercado por preços inferiores aos de lâmpadas originais e sem certificações de qualidade adequadas, diversas lâmpadas e displays luminosos com procedência duvidosa são adquiridos pela população. Ainda que possuam aparência semelhante ao de produtos certificados, e atendam a expectativa imediata do consumidor, eles podem apresentar riscos aos usuários e proporcionar frustrações a longo prazo.De imediato, essas lâmpadas genéricas podem aumentar a sua conta de luz. E isso ninguém quer, né? O ideal é sempre buscar por sistemas de iluminação que não prejudiquem o seu bolso e nem o meio ambiente! Você sabia que o painel luminoso de LED da VitrineMedia consome pouquíssima energia? Saiba mais aqui.

E falando em baixo consumo de energia, cabe ressaltar que as lâmpadas de LED viraram as queridinhas dos consumidores – atualmente ocupam o topo da comercialização no Brasil. Principalmente depois de 2016, quando lâmpadas incandescentes deixaram de ser fabricadas no país. Para regularizar o consumo desse tipo de lâmpada, desde 2018 todos os atacadistas e varejistas comerciantes de lâmpadas passaram a ser obrigados a fornecer apenas modelos com certificação e selos de órgãos reguladores, como o Inmetro – o Instituto Nacional de Metrologia; Normalização e Qualidade Industrial.

Segundo o artigo, produtos que não tenham selos de órgãos regularizadores podem ser considerados piratas ou falsificados. O professor doutor em engenharia elétrica Nivaldo Zafalon Junior explicou para a UOL que “os testes feitos para a certificação incluem desde durabilidade do produto até qualidade da luminosidade produzida. Assim, um sistema de iluminação pirata pode durar muito menos do que aquele que é certificado. Isto acontece com muita frequência”.  O professor de engenharia do Insper Silvio Szafir, também alerta no artigo que as boas marcas seguem os padrões internacionais, além dos brasileiros, para a fabricação de suas lâmpadas. Sendo assim, o investimento que saiu barato no começo poderá se tornar ainda mais caro por não apresentar qualidade e longa duração.

Tá, mas quais são os riscos?

Além do aumento da conta de luz, outros riscos do uso de lâmpadas irregulares citados pelos professores foram os cuidados com os materiais usados para fabricar as lâmpadas, que podem conter produtos tóxicos e prejudiciais à saúde; o risco de choque elétrico, que não é difícil de acontecer em dispositivos luminosos mal construídos e o risco de incêndio, que pode ser proveniente da má instalação de circuitos eletrônicos ou sobrecarga de consumo energético. 

Mas e agora? Como você descobre que o sistema de iluminação que você usa possui selos de órgãos reguladores? É fácil! É só você olhar a embalagem da sua lâmpada ou painel luminoso! No caso da VitrineMedia, você encontra os selos também no próprio painel luminoso.

Embalagem dos painéis de LED da VitrineMedia, com todas as certificações inernacionais

 

Certificações VitrineMedia

A VitrineMedia possui três fábricas localizadas na China e está presente em escritórios e pontos de venda em mais de 20 países.Todos os produtos fornecidos pela VitrineMedia possuem certificações internacionais – americanas e europeias. Elas comprovam que os painéis para vitrine da VitrineMedia possuem alta durabilidade, consumo energético regularizado e, acima de tudo, segurança para você e seus clientes!

 

RoHS  Compliant

Restriction of Certain Hazardous Substances, ou em Português Restrição de Certas Substâncias Perigosas

Este selo representa uma diretiva adotada em fevereiro de 2003 pela União Europeia. Apesar de ser conhecida como “a lei do sem chumbo”, ela proíbe que certas substâncias perigosas sejam usadas em processos de fabricação de produtos, como cádmio (CD), mercúrio (Hg), cromo hexavalente (Cr(VI)), bifenilos polibromados (PBBs), éteres difenil-polibromados (PBDEs) e chumbo (Pb). Sendo assim, nenhum produto que contenha essas substâncias em sua composição pode ser vendido na Europa

CE

A marcação CE é um indicativo de conformidade obrigatória para produtos comercializados na Europa, como brinquedos e equipamentos elétricos. Ao usar essa marcação, o fabricante assume sua conformidade com a legislação europeia atendendo requisitos como segurança, higiene e proteção ambiental. Essa marcação permite a circulação do produto no espaço econômico europeu.

 

FCC 

FCC é uma marca de certificação empregada em produtos eletrônicos fabricados ou vendidos nos Estados Unidos que certifica que a interferência eletromagnética do dispositivo está dentro dos limites aprovados pela Federal Communications Commission – a Comissão Federal de Comunicações é o órgão regulador da área de telecomunicações e radiodifusão dos Estados Unidos criado em 1934

E aí? Pronto para ter uma iluminação segura em sua vitrine? Entre em contato conosco!

 

Fonte: UOL 

Related Posts
Salão de palestras do Conecta Imobi 2018